Receba e-mails do meu blog

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Espiritismo e suas Percepções


Depois de quase um ano, estou de volta.

Alguns problemas que temos podem ter vindo de vidas passadas, as coisas boas que vem de outras vidas, são chamadas de Dharma, e as coisas negativas, assim são chamadas de Kharma, classificação assim dada pelos budistas.
A pouco estava lendo sobre regressão a partir de música, e achei muito interessante uma citação de Allan Kardec, o codificador do espiritismo, a qual será citada logo abaixo.

No Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, pergunta 399, ele expõe de forma clara e aberta a posição do espiritismo: Integrado na vida corpóreo, o espírito perde momentaneamente a lembrança de suas existências anteriores, como se um véu as ocultasse. Não obstante, têm às vezes, uma vaga consciência. Elas podem mesmo lhe ser reveladas em certas circunstâncias. Mas isto não acontece senão pela vontade dos espíritos superiores, que o fazem espontaneamente com um fim útil e jamais para satisfazer uma curiosidade vã.

Quando nascemos, ainda temos uma percepção do que fomos e de nossos atos em outras vidas, essa percepção é aos poucos apagada, mas as vezes sentimos coisas ou até mesmo lembranças que podem ser de outra vidas, não estou bem certa, mas, quando uma criança cresce ela não irá se lembrar de quando tinha um ano, pois, ela ainda tem contato visual e outros tipos de contato com espíritos.
Nos temos mediunidade, uns aflorada e outros não desenvolvida, mas podemos ter contato.
Leiam a terapia de vidas passadas neste site:
Realmente ajuda bastante.
Assim, fico por aqui.


Radharc!

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Agnus Dei



Voltei com nova postagem!


Falarei hoje de Agnus Dei transferindo do latim para o português quer dizer Cordeiro de Deus, muito utilizada no cristianismo, faz referência à Jesus, identificando-o como o salvador da humanidade ao ter sacrificado sua vida por nós.

Na simbologia é representado por um cordeiro com uma cruz.

Aparece citações de Agnus Dei no Novo Testamento, principalmente no Evangelho de João, aonde João Baptista diz à Jesus: Eis o Cordeiro de Deus, aquele que tira os pecados do mundo.




Em Latim:


Agnus Dei, qui tollis peccata mundi, miserere nobis.

Agnus Dei, qui tollis peccata mundi, miserere nobis.

Agnus Dei, qui tollis peccata mundi, dona nobis pacem.




Em Português:


Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.



Radharc!

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Capa Preta - São Cipriano




ADVERTÊNCIA Para que você goze todos os benefícios que este livro lhe poderá dar, é necessário que siga à risca a recomendação de São Cipriano, que afirma no Prefácio de seu manuscrito:


"Este livro não poderá ser emprestado a ninguém; deverá pertencer exclusivamente a quem o adquiriu, não podendo fazer uso dele nenhuma outra pessoa, nem mesmo por parentesco de sangue ou que resida na mesma casa. Se esta advertência não for seguida à risca, nenhum benefício lhe será dado".


Esta advertência de São Cipriano é compreensível, se levarmos em consideração que na época em que viveu, fornecia seus conhecimentos mediante consulta. Portanto, este livro representa EXCLUSIVAMENTE UMACONSULTA DA PESSOA QUE O ADQUIRIU. É aconselhável que, após ter sido feito o uso necessário do mesmo, ele seja destruído ou então conservado em lugar inviolável.





Radharc!

sábado, 4 de setembro de 2010

Folk Metal


Como todos sabemos, há várias bandas do estilo celta com várias variações de som e misturas, hoje eu vou tentar falar um pouco sobre elas, e citar algumas boas bandas, então fiquem "ligados".
Podemos chamar de música folk metal ou música medieval, aquela que mistura um pouco de heavy metal com elementos célticos, tais como: violinos, acordeons, flautas, whistles (espécie de flauta irlandesa) , banjo (usado mais nos EUA) , gaitas de foles, bodhran (instrumento de percussão) , etc.
Algumas pessoas confundem o folk metal com a música new age, isso é errôneo, pois new age é uma música mais calma. Ex: Enya, Enigma, etc.
Para finalizar vou citar algumas bandas da minha prefenrência, espero que gostem !

In Extremo
Omnia
Corvus Corax
Eluveitie
Tuatha de Danann
Korpiklaani...


Mais informações:
http://whiplash.net/materias/especial/000235-skyclad.html



Radharc!

domingo, 16 de maio de 2010

Deusa Bastet


Divindade solar e deusa da fertilidade, além de protetora das mulheres grávidas.
Como foi associada com a deusa Artemis, Bastet deixou de ser a deusa do sol e passou a ser a deusa da lua.
Bastet é uma das esposas de Rá (deus Sol), com quem foi mãe de Nefertum e Mihos.
É representada como uma Gata Preta, com um brinco e um colar ou uma mulher com cabeça de gato segurando um sistro, instrumento musical sagrado.
Bastet quando agressiva se transforma na deusa de cabeça de leoa SEKHMET, representada com corpo de mulher e segurando um sistrum. Tem ligação com a Luz Solar. É esposa de Ptah.



Radharc!

sexta-feira, 26 de março de 2010

Cruz Ansata ou Ankh


Cruz Ansata ou Ankh: Um dos mais importantes símbolos da cultura egípcia. Surgida na Quinta Dinastia Egípcia. A Cruz Ansata consistia em um hieróglifo representando a regeneração e a vida eterna. Os egípcios a usavam para indicar a vida após a morte. A idéia expressa em sua simbologia é a do círculo da vida sobre a superfície da matéria inerte. Existe também a interpretação que faz uma analogia de seu formato ao homem, onde o círculo representa sua cabeça, o eixo horizontal os braços e o vertical o resto do corpo. Há outras que dizem que representa a união entre as divindades Osíris e Ísis que proporcionavam a cheia do Rio Nilo.
A cruz ansata é muito usada por neopagãos, bandas góticas, etc.


Bibliografia: Wikipédia e Spectrum.



Radharc!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Glifo e Hieroglifo


Glifo é uma versão - uma encarnação conceitual e não material - do símbolo abstrato chamado "caractere". Desse modo, a e α são glifos diferentes (da mesma fonte) para o mesmo caractere. (tipografia - escrita).
Os glifos (símbolos) astrológicos dos planetas têm origem hindu. Os mesmo glifos eram usados pelos egípcios e pelos mesopotâmicos, o que leva a crer que realmente a origem é bem mais antiga que 3 mil a.C. Aliás, os glifos planetários, que eram hindus, originaram o que conhecemos hoje como numerais arábicos.
Glifos vem da palavra grega que significa inscrição. Se comparados a seus ancestrais — os aristocráticos hieroglifos egípcios —, os modernos até que são sinais muito corriqueiros.
vários tipos de glifos, citarei alguns: Glifos Monolíteros, ou seja, glifos que possuem valor de uma consoante, Glifos Bilíteros, de duas consoantes, Glifos Trilíteros, de três consoantes, Glifos determinativos, ou símbolos que especificam do que se trata a palavra, e Glifos Ideogramáticos.
Enquanto os egípcios usavam os hieroglifos apenas para adornar monumentos, templos e túmulos, os atuais glifos podem ser encontrados por toda parte. A tal ponto estão incorporados à paisagem urbana, em lugares públicos, mas também em fábricas e escritórios que chegam a ser uma imagem de modernidade.
Hieroglifos, em grego, significa inscrições sagradas. Mas os glifos atuais são apenas utilitários. (Várias fontes)



Radharc.